Páginas

Esta foi a maneira que encontrei de dividir com vocês minhas alegrias, emoções, meus anseios, dúvidas, questionamentos,.. enfim, dividir um pouco de mim, afinal, ser mulher, mãe e esposa, não é fácil e eu não vim com manual de instruções!

quinta-feira, 7 de abril de 2016

Ainda sobre o canal no Youtube

0 mensagens carinhosas
Oi pessoal!!!

Nossa eu não imaginei que o canal do youtube ia interessar pra tanta gente e muito menos que as pessoas teriam tantas duvidas sobre a Olivia e como foi todo o processo até aqui. Me surpreendeu!

Engraçado que tem surgido muitos questionamentos e eu que achei não ter muito assunto pra falar, tenho sim, temas todos os dias, aliás, são tantos temas que estou até começando a gravar os videos e programar o envio. Se continuar assim logo vou precisar aprender a editar rsrs


Quero de novo agradecer pelo carinho e por todas as mensagens que tenho recebido. Obrigada mesmo!


ah! eu sempre digo que não vou me estender nos videos mas não consigo rsrs não prometo mais! hahahaha


beijocas


Roberta

"nosso amor é como o vento, não posso ver, não posso tocar, mas posso sentir"

quarta-feira, 6 de abril de 2016

Colhendo frutos do amor

0 mensagens carinhosas
Oi pessoal!!!

Ontem antes de postar aqui no blog sobre o canal eu mandei o vídeo para algumas pessoas mais próximas ou envolvidas com o "assunto" Olívia. Sei lá, dá um certo receio de fazer algo com intenção de ajudar e acabar dando a entender outra coisa né? Não sei, fiquei com medo rs

Dai que depois de postar aqui, entrei no WhatsApp é uma amiga que conheci por intermédio do blog quando ela estava com 18 semanas de gestação da sua princesa Júlia (ela tb sofreu com a perda de bebês ;( ) e hoje conheço pessoalmente, já veio em casa e temos uma relação mais profunda, a Luciana, me disse coisas tão lindas e tão especiais que meu coração ficou tão repleto de amor que acabou transbordando pelos olhos. Ela me falou em como a vida da Olívia mudou a vida dela, principalmente na forma de trabalhar o luto e a saudade que ela tem do seu pai.

Gente, eu chorei muito lendo aquelas palavras e sem duvida alguma, Deus confirmou que eu preciso continuar! A vida da Olívia não foi por acaso, muito menos a sua morte. Existe um propósito muito maior e saber que fui escolhida pra ser mãe desse ser tão iluminado, só me faz ser ainda mais grata a Deus e ao Universo! 

Gratidão Lu, por aquelas palavras lindas. Jamais me esquecei. Obrigada por partilhar comigo. Amo você amiga!


E vamos lá! Esse projeto está apenas começando. Vamos todos espalhar compaixão e aprender juntos a lidar com a dor da saudade, da perda, do vazio que o luto traz e só quem vive sabe dizer, apesar de que a morte é nossa única certeza.

Com carinho,


Roberta

"Nosso amor é como o vento: não posso ver, não posso tocar, mas posso sentir"

terça-feira, 5 de abril de 2016

Canal no Youtube

3 mensagens carinhosas
Oi pessoal!!!

Eu estava no medico outro dia e meu esposo me mandou um link e disse: Amor, assiste!

Estranhei, mas li tudo com muita atenção e desabei a chorar! hahahaha Falava sobre o luto e como lidar com ele. Quando cheguei em casa encontrei um vídeo deles e foi ali que acendeu a luz: Vou criar o meu canal!!!

Não tenho intenção de ficar famosa ou coisa assim, mas se em meio aos meus desabafos e minha experiência, uma pessoa for ajudada, valeu a pena! Os vídeos serão direcionados a um publico restrito, porém esquecido: Pais que perdem seus filhos de forma prematura.

A pessoa aqui não entende nada de edições, não sei nada de iluminação, equipamento e tal, os videos serão gravados de acordo com meu coração, por tanto, não foquem nisso, mas sim no conteúdo que é o mais importante.

Este primeiro vídeo eu gravei no escritório, depois do expediente com o notebook, então já viu né? rs




Bom é isso! Espero que gostem e se gostou dá um curtir! hahahahahaha


Com carinho,



Roberta


"nosso amor é como o vento: não posso ver, não posso tocar, mas posso sentir"


quarta-feira, 9 de dezembro de 2015

Novidades e reformulação do blog

0 mensagens carinhosas
Não foi fácil começar este post...

Já faz um tempo que venho, prometo voltar e acabo sumindo de novo.
Quando comecei este blog foi com a intenção de me manter ligada aos amigos e familiares que estariam longe com a mudança de cidade, mas depois de tudo o que aconteceu, meu blog tomou um outro rumo, outro público, outro seguimento e por este motivo, não consigo encontrar assuntos interessantes e que não fujam muito dessa nova linha que o blog tomou de forma tão natural.
Por mais que eu tente, a Olívia está em cada letra, cada imagem, cada comentário, cada detalhe deste blog e por isso, depois de pensar muito decidi que aqui deve ser dela. Essa é a história de vida dela. Neste blog eu chorei, desabafei, sorri, comemorei, senti medo, dor, me surpreendi, fiz amigos, dividi histórias, emoções, enfim, o meu melhor e o meu pior estão aqui neste blog e por ser tão intenso eu não poderia deixar de dividir com mulheres e famílias, que assim como eu, vivem essas emoções loucas e em sua maioria solitárias. Sim! Nós que perdemos um filho, vivemos uma dor solitária e incompreendida. Frases que eram pra ser de consolo, acabam nos magoando ainda mais e por aí vai...

Tendo em vista isso tudo, decidi que este blog será dedicado a nossos filhos, que carinhosamente chamamos de ANJOS e principalmente aqueles que trazem novamente à luz para nossos olhos e nos preenchem aquele colo que ficou vazio e a eles, chamamos de ARCO ÍRIS.

Sou grata a Deus por me dar a oportunidade de ter 2 arco íris, Manuela e Helena. Eles me ensinam todos os dias o amor verdadeiro.

Então, a partir de hoje, ESTAMOS JUNTOS É O QUE IMPORTA e terei um imenso prazer em contar todas as histórias sobre seus anjos e seus arco-íris.

Vou reformular o blog e em breve, as primeiras histórias serão contadas aqui. Nada do que foi dito aqui será apagado. Minha luta diária permanecerá aqui, como um tributo aquela que me deu um novo significado a vida, nossa Olívia.

Se você quiser contar sua história, escreva pra mim estamosjuntoseoqueimporta@gmail.com
Você não imagina o prazer que terei em ouvir você.

Sobre como estou hoje, criei um blog novo que ainda está sendo desenvolvido Coisas da Mamae

Espero que vocês gostem da ideia e aguardem as novidades.


Como todo amor e carinho,


Roberta
"Nosso amor é como o vento: não posso ver, não posso tocar, mas posso sentir"

quinta-feira, 19 de novembro de 2015

Você é feliz?

0 mensagens carinhosas

Vejo muitas pessoas se questionando a acerca da felicidade. Mas afinal, existe alguém feliz 100% do tempo?  A resposta é simples: NÃO! Não existe nada constante no mundo. Nenhum sentimento, nenhum momento, nada.
Um sorriso pode ser substituído em apenas 1 segundo por lágrimas de dor e tristeza, assim como essas lágrimas podem se transformar em sorriso e até mesmo gargalhada no mesmo segundo. Essa é a beleza da vida! A capacidade de transformação.
Eu achei que jamais iria sorrir novamente e cá estou sorrindo todos os dias e são sorrisos sinceros. Não é com a mesma constância, mas lágrimas sempre rolam pelos meus olhos e pela minha alma.
Ultimamente elas tem aparecido muito por aqui. Tenho vivido problemas internos e conflitos muito dolorosos. Decisões nada fáceis e as vezes elas aparecem apenas por eu não saber o que fazer.
Este post mesmo surgiu após muitas lágrimas e foi por isso que refleti. Não tem 1 hora eu estava sorrindo com as meninas de forma pura e sincera. Vai entender né? Rs

Enfim, na vida passamos por vários momentos e são eles que a fazem valer a pena. Eu amo cada momento que vivi. Cada etapa. Tento tirar proveito de todos eles e valorizo o sorriso sincero de um momento que hoje se transformou em lágrimas. "Felicidade é só questão de ser"

Roberta
"Nosso amor é como o vento: não posso ver, não posso tocar, mas posso sentir"

domingo, 27 de setembro de 2015

Família

1 mensagens carinhosas

"FAMÍLIA, LUGAR DE PERDÃO...

Não existe família perfeita. Não temos pais perfeitos, não somos perfeitos, não nos casamos com uma pessoa perfeita nem temos filhos perfeitos. Temos queixas uns dos outros. Decepcionamos uns aos outros. Por isso, não há casamento saudável nem família saudável sem o exercício do perdão. O perdão é vital para nossa saúde emocional e sobrevivência espiritual. Sem perdão a família se torna uma arena de conflitos e um reduto de mágoas.
Sem perdão a família adoece. O perdão é a assepsia da alma, a faxina da mente e a alforria do coração. Quem não perdoa não tem paz na alma nem comunhão com Deus. A mágoa é um veneno que intoxica e mata. Guardar mágoa no coração é um gesto autodestrutivo. É autofagia. Quem não perdoa adoece física, emocional e espiritualmente.
É por isso que a família precisa ser lugar de vida e não de morte; território de cura e não de adoecimento; palco de perdão e não de culpa. O perdão traz alegria onde a mágoa produziu tristeza; cura, onde a mágoa causou doença."

Papa Francisco. ❤

Essa semana li este texto no Facebook e fiquei muito tocada. Já faz um tempo que venho pensando nisso e concordo em gênero,  número e grau com o que foi dito.
Sabe, perdemos tanto tempo e tanta energia de nossas vidas guardando mágoas. Poderíamos viver de forma tão mais leve se nos perdoarmos mais.
Muitas vezes é preciso perdoar o outro e ir até ele, fazer aquilo que na teoria era pra ele fazer, mas o orgulho tem impedido.
A mágoa e o orgulho nos fazem perder momentos lindos e únicos.  Momentos esses que não voltam mais e nunca poderão ser repostos. Passou, perdeu!

Graças a Deus hoje meu coração está limpo de toda mágoa, ressentimento e tristeza que já tiveram um espaço muito grande no meu coração. O amor que encontrei, foi maior do que esses sentimentos e os fez voltar a ter o significado que deveriam, NENHUM.

Só o amor é capaz de nos levar a algum lugar que realmente vale a pena, o resto não importa. Orgulho e mágoa só nos destrói e aos que estão a nossa volta e nos amam.

Mais amor por favor!

Com carinho e sem nenhum ressentimento,

Roberta
"Nosso amor é como o vento: não posso ver, não posso tocar, mas posso sentir"

domingo, 13 de setembro de 2015

Existe tempo mínimo para viver?

3 mensagens carinhosas

Você já se perguntou isso?
Existe um "tempo minimo" para viver? Pois eu já me peguei pensando muitas vezes nisso.
Se recebemos a notícia de que uma criança faleceu, a primeira frase que dizemos é: "_Nossa! Coitado, tinha a vida toda pela frente!"
Se é um jovem: "_Puxa! Logo agora que ele estava entrando na faculdade, se formando, uma vida toda pela frente! "
Se é um pai (mae) de familia: "_Morreu tão novo. Não viu nem os filhos crescerem!"
Se é uma pessoa entrando na terceira idade: "_Logo agora que se aposentou e ia descansar, curtir os netos!"

Mas e aí? Existe um tempo minimo ou suficiente para vivermos?

Vou falar a minha opinião sobre:
Não acredito que exista um tempo minimo ou suficiente para viver. Viver é bom demais, ainda mais quando sabemos aproveitar a vida que temos!
Algumas pessoas vivem décadas e décadas, mas na prática, não vivem, apenas existem.
Minha Olivia viver por 34 semanas intra uterina e 30h fora do útero, mas quer saber? Ela viveu muito mais do que a maioria das pessoas. A vida dela me ensinou tanta coisa e eu ainda aprendo com ela. A vida dela foi curta. Curtíssima eu diria, mas foi tão intensa que não precisava de mais nem um minuto. Ela aproveitou cada minuto que lhe foi dado, talvez eu é que não soube aproveitar os minutos que a tive comigo. Talvez eu pudesse ter acariciado mais minha pança, contado mais histórias pra ela, cantado mais canções,... mas não soube aproveitar minha vida naquele tempo.
Agora mesmo, estou escrevendo este post e as vezes paro para olhar a Helena mamar. Passa tão rápido! Num piscar de olhos, ela estará amamentando seus filhos e se Deus me permitir estar com ela neste dia, não quero me lamentar por não ter aproveitado esse tempo meu e dela, afinal, não existe tempo minimo para viver. A partir do momento que recebemos o dom da vida, estamos sempre vivendo por um fio e o dia de amanhã sempre existirá, só não sabemos quem fará parte dele!

E você?
O que pensa a respeito?
Tem valorizado o dom da vida?
Se você morrer hoje, o que vai deixar de herança para quem está ao seu lado?

Com carinho,

Roberta Marques
"Nosso amor é como o vento: não posso ver, não posso tocar, mas posso sentir!"