Páginas

Esta foi a maneira que encontrei de dividir com vocês minhas alegrias, emoções, meus anseios, dúvidas, questionamentos,.. enfim, dividir um pouco de mim, afinal, ser mulher, mãe e esposa, não é fácil e eu não vim com manual de instruções!

sexta-feira, 11 de fevereiro de 2011

Meus últimos dias...

Ontem achei muito engraçado quando meu marido disse: Amor, acho que seu blog esta muito parado! Você só postou o nascimento do Erik. Não colocou mais nada sobre sua vida! Eu sorri e fiquei pensando sobre.

Tudo que é demais não é sadio. Acho que todos sabem o quando me sinto triste e o quanto penso em nossa pequena Olívia todos os dias, então, pensei que as pessoas já estavam cansadas de saber como estou sofrendo, como dói perder um filho, etc, etc... mas depois eu percebi que não! Mesmo escrevendo sobre minha dor todos que realmente gostam de mim, querem saber o que estou sentindo e quando não demonstro nada eles ficam preocupados pensando o que esta acontecendo.

Pois bem, então agora lá vai... Meus últimos dias....

Ontem fui ao escritório do meu esposo e venci mais um obstáculo! Eu estava com medo de ir até a parte da contabilidade e os funcionários ficarem me olhando com piedade ou dó. Morria de medo, relutei um pouco, mas meu esposo pegou em minha mão e me acompanhou. Me senti segura ao lado dele. Pode até parecer bobeira, mas quando sai de lá fiquei muito feliz! Me senti tão bem e realmente vitoriosa!

O que me deixa com um certo receio é que em todos os lugares que vou sempre tem um carrinho de bebê ou uma grávida... isso me deixa um pouco triste, pensando que poderia ser eu... Não que eu queira aquela criança ou estar no lugar daquela mãe, não é isso! Eu gostaria de estar com minha filha ou com minha barriga esperando por minha Olívia, pois no último domingo eu completaria 37 semanas.

Hoje fui ao cabeleireiro dar uma arrumada no visual. Queria tirar um pouco a "cara de grávida" que ainda me acompanha. Passei a manhã e metade da tarde lá. Já tinha me esquecido como demora ir ao salão! hehe O Xuxu disse que estou linda, mas ele é bem suspeito! rs

Ontem li no blog Perdi meu bebê a história de uma mãe que no dia 04/02/11 com 7 meses de gestação perdeu sua filha. Estava tudo perfeito, todos exames ok e sem nenhuma explicação, o coração de sua bebê parou de bater. Fiquei impressionada com a força dessa mulher. Apesar do pouquíssimo tempo que ela sofreu esta perda terrível, deixou uma linda mensagem de fé, amor e esperança. Fiquei muito comovida com sua história e com sua força de superação. Apesar do dor, não podemos nos entregar. Temos que continuar e seguir em frente, mesmo que ás vezes, não suportamos de tanta saudade e essa transborde pelos nossos olhos em forma de lágrimas que a maioria das pessoas não entendam!

Bom gente, é isso. Meus dias estão mais felizes mesmo com tantas lutas e provações. Meus amigos me amam e estão ao meu lado sempre (apesar da distância sinto o amor de cada um em meu coração). Deus se faz presente á todo momento em minha vida. Tenho meus filhos caninos Kindim e Cacau ao meu lado. Meu marido Xuxu é lindo, nos amamos muito e ESTAMOS JUNTOS É O QUE IMPORTA!

Muito obrigada pelo carinho de todos mais uma vez (desculpem mas não me canso de agradecer jamais!!!)

Com carinho,

Roberta


E o SENHOR te guiará continuamente, e fartará a tua alma em lugares áridos, e fortificará os teus ossos; e serás como um jardim regado, e como um manancial, cujas águas nunca faltam.


Um comentário:

  1. parabéns por não deixar de nos contar sobre o seus momentos,pois,é dividindo o que vai em nosso coração, é que faz com que nossas dores fiquem menos pesadas.b.jos

    ResponderExcluir

Bem vindo! Deixe um recadinho. Sua opinião é importante para mim e eu adoro quando você comenta! =)