Páginas

Esta foi a maneira que encontrei de dividir com vocês minhas alegrias, emoções, meus anseios, dúvidas, questionamentos,.. enfim, dividir um pouco de mim, afinal, ser mulher, mãe e esposa, não é fácil e eu não vim com manual de instruções!

domingo, 27 de fevereiro de 2011

Sem o amor eu nada seria

40...
completaria semanas de gestação;
dias que a Olívia nasceu;
dias que me tornei a mulher mais feliz e realizada do mundo;
dias o sonho de ser mãe se realizava;
dias conheci o mais sublime e puro amor;
dias percebi que só o amor vale a pena!

Há 40 semanas o amor de mãe aconteceu em meu coração.
Sabe aquele mandamento que diz: ame o teu próximo como a ti mesmo? Pois bem, amar um filho é mais que isto. Quando amamos um filho, amamos mais que nós mesmos!

Monte Castelo - Legião Urbana
Composição: Renato Russo (recortes do Apóstolo Paulo e de Camões).

Ainda que eu falasse
A língua dos homens
E falasse a língua dos anjos,
Sem amor eu nada seria.


É só o amor! É só o amor
Que conhece o que é verdade.
O amor é bom, não quer o mal,
Não sente inveja ou se envaidece.


O amor é o fogo que arde sem se ver;
É ferida que dói e não se sente;
É um contentamento descontente;
É dor que desatina sem doer.


Ainda que eu falasse
A língua dos homens
E falasse a língua dos anjos
Sem amor eu nada seria.


É um não querer mais que bem querer;
É solitário andar por entre a gente;
É um não contentar-se de contente;
É cuidar que se ganha em se perder.


É um estar-se preso por vontade;
É servir a quem vence, o vencedor;
É um ter com quem nos mata a lealdade.
Tão contrário a si é o mesmo amor.

Estou acordado e todos dormem.
Todos dormem. Todos dormem.
Agora vejo em parte,
Mas então veremos face a face.


É só o amor! É só o amor
Que conhece o que é verdade.


Ainda que eu falasse
A língua dos homens
E falasse a língua dos anjos,
Sem amor eu nada seria.



Em outras palavras, se não tivesse a Olívia, fruto do meu amor e do Xuxu, eu nada seria!

Boa semana á todos!

Com carinho,

Roberta
"Nosso amor é como o vento, não posso ver, não posso tocar, mas posso sentir!"

7 comentários:

  1. oi Ro,
    Que Saudade!!!
    Eu fiquei sem internet 4 longos dias....
    eu fui ao ginecologista na sexta e lembrei de vc estava lendo uma reportagem na veja e só vinha vc na minha cabeça.
    A reportagem falava sobre luto, qual o significado do luto.
    "Luto é o tempo que se tem para perceber que não perdemos uma pessoa, e sim que ela está em um local diferente mas sempre presente em nossa vida"
    me manda um e-mail vpbeltrame@hotmail.com
    eu não tenho seu e-mail.
    beijos com saudade
    Van

    ResponderExcluir
  2. As pessoas acham que conhecem o amor porque amam seus pais, seus maridos e esposas, amam a si mesmas, mas só conhece o verdadeiro amor aqueles que tem ou tiveram um filho!

    Não há amor maior, não há amor melhor... É um amor infinito, eterno, incondicional, sem barreiras, sem limites.

    Nunca pensei em amar alguém tanto como amo minha filha, e é realmente uma pena que tanto amor que tenho dentro de mim não possa ser dado à ela por não estar mais aqui comigo, mas não quer dizer que meu amor tenha acabado, ao contrário... ele permanecerá para sempre dentro de mim e tenho certeza de que ela sente isso, assim como sua querida Olivia tbm vê e sente seu amor por ela!

    Fique com Deus amiga, um grande beijo.

    Déia

    ResponderExcluir
  3. Amor de mãe... tão incondicional,tão puro,infinito....eu nunca pensei que amaria tanto assim,amamos de muitas maneiras mas essa forma de amar é a mais intensa que já experimentei um dia!

    Fique com Deus querida,um grande abraço!

    ResponderExcluir
  4. Oi Roberta, li seu blog inteiroooo e percebi que ao contrario do que vc diz, vc é forte SIM, e tem muita coisa boa pra passar pra gente.Perdi 2 bebês muito pequenos, hj to com 17 semanas e lendo seu blog só me deu forças e coragem de seguir em frente e confiar na ação de DEUS em minha vida, vc estara em minhas orações, e a pequena Olivia tb, um lindo anjo que ilumina o céu !!!

    ResponderExcluir
  5. Olá Roberta, desculpe a invasão, mas senti vontade de escrever...
    Também sou mãe de um anjo chamado Matilde, que nasceu há 5 anos, às 37,5 semanas de gestação sem vida, sem choro.
    Tenho uma filha mais velha que a Matilde e depois dela tive outra.
    Acredite sim querida?
    Um dia de cada vez...
    Fique bem

    ResponderExcluir
  6. Eu descobri o blog, e viciei....tenho alguns que sigo, e sempre que entro acabo entrando em outros que tb seguem, e assim vai....dai acabei achando vc !

    ResponderExcluir

Bem vindo! Deixe um recadinho. Sua opinião é importante para mim e eu adoro quando você comenta! =)