Páginas

Esta foi a maneira que encontrei de dividir com vocês minhas alegrias, emoções, meus anseios, dúvidas, questionamentos,.. enfim, dividir um pouco de mim, afinal, ser mulher, mãe e esposa, não é fácil e eu não vim com manual de instruções!

segunda-feira, 16 de janeiro de 2012

Não sei o título desta postagem!

Desde o meu aniversário penso em como vou estar no próximo dia 17 de janeiro, quando a Olívia completaria 1 ano de idade. Hoje, faltando apenas 1 dia para esta data não sei bem o que pensar!
Dia 13 foi aniversário do Xuxu e também onde "tudo" começou... Me internei no dia do seu aniversário a tarde, logo depois de almoçarmos no seu restaurante favorito e ele teve que passar a noite do seu aniversário dormindo na cama do hospital! Não comentei nada sobre seu aniversário aqui no blog, pois ele não ficou muito a vontade neste dia, já que as lembranças não saiam de sua cabeça, então resolvi respeita-lo e não falei nada aqui.
Engraçado que quando internei, não pensei que nossa história tomaria o rumo que tomou. Em nenhum momento, principalmente depois que ela nasceu pensei que um dia falaria sobre como é difícil viver e reviver a dor de perder um filho. Eu já tinha ouvido histórias de como era ruim ficar com a barriga cheia de estrias, a dor nas costas no fim da gestação, as noites sem dormir e a dor do parto, mas jamais tinha ouvido sobre a dor de perder um filho. Hoje, muitas pessoas perguntam se eu quero parto normal e quando digo que sim, me falam que sou louca e que não imagino a dor que é, de como dói ir ao banheiro quando se leva pontos ou até mesmo quando eles inflamam, mas sinceramente, não creio que essas dores, nem que sejam todas juntas, sejam 1% da dor que se sente ao perder um filho! Outro dia conversando com o Xuxu, falei o quanto me sinto diferente. Pode ser que as pessoas não percebam tantas diferenças assim, mas mudei muito, principalmente meus valores! A Olívia me fez entender o verdadeiro significado de "amar as pessoas como se não houvesse amanhã", pois nós literalmente não tivemos o "amanhã". Deus nos permitiu que a amássemos em carne apenas por um dia, dia esse que não pude aproveitar como gostaria, mas que sempre será inesquecível na minha vida. 
Como pode um ser com apenas 2k350 e 45cm mudar a vida de tantas pessoas? Sinceramente eu não sei a resposta. A única coisa que posso dizer é: acredite ou não, ela me marcou para sempre e por mais que eu tente, jamais poderei esquece-la, pois a mente humana funciona assim, quando uma parte do nosso corpo é amputada nosso cérebro não entende que ele não esta mais lá e existem muitos relatos de pessoas que tiveram algum membro amputado e que mesmo assim sentem dor, coceira,... e no meu caso não é diferente, uma parte do meu coração foi amputado, e o fato de ter outros filhos, não trará aquele pedaço amputado de volta e em alguns momentos sentirei como se esse pedaço faltante estivesse aqui, principalmente a dor da amputação, pois no meu caso, foi feita sem anestesia ou analgésicos para aliviar a dor!

Qual será meu post para dia 17? Ainda não sei... vou viver um dia de cada vez, pois pior que dia 17 pode ser dia 19!

Com carinho,

Roberta
"nosso amor é como o vento: não posso ver, não posso tocar, mas posso sentir!"


12 comentários:

  1. Sem palavras..
    Sei porque é mesma dor que sinto...

    ResponderExcluir
  2. Bom dia minha flor! Imagino como esteja este coração... latejando de tanta dor, eu apenas imagino, porque nem de longe posso sequer ter certeza do que sente. To aqui pra dar forças e dizer que estes dias tristes passarão e virá o dia 18 e o dia 20, 21... e daqui a pouco virá o dia em que a Manu vai estar nos seus braços... e virá o próximo e assim será... Passe por isso mais uma vez... você consegue, você é guerreira, peça força a Deus... Entendo perfeitamente essa postagem e essa ferida aberta que você diz doer tanto... Concentra nesse bebezinho que está crescendo, põe todo seu amor, carinho, assim como está fazendo e tudo vai ser um pouco mais fácil... fica com Deus viu? Um abraço em você e um beijo nessa pancinha linda...

    Cheila

    ResponderExcluir
  3. OLHA ,Tbem perdi minha bebe após 4dias de vida em set de 2010.o marco de 1ano é muito difícil,vc revive tudo,uma vez que já passou por todas as datas.Mas lembranças nunca se apagarão,e depois parece que vc vai ficando mais leve,seu sofrimento diminui,vai ficando mais distante.O amor é o mesmo,sempre...fiquei feliz em saber de sua gravidez,sempre te acompanhei o blog,e hoje estou grávida de 2meses e me dando o direito de ser feliz de novo.Mas,minha filha mora etrnamente dentro do meu coraçao.bj p vc e a Manuela.

    ResponderExcluir
  4. Minha querida amiga Roberta...
    Que o bálsamo de Gileade do nosso Deus alivie toda dor em seu coração.Nos braços do Pai celestial há conforto,descanso,refrigério e abrigo...somente Ele sabe toda dor que você sente e tem todo amor e alívio que você precisa. Conte sempre com minhas orações. Queria poder te dar um abraço apertado,porque um abraço vale mais que mil palavras...
    Com carinho
    Graci

    ResponderExcluir
  5. Algumas vezes cheguei a falar que depois deste filho não quero tentar outro pois tenho medo e ao dizer isso me vieram logo com a idéia de que eu estava falando da dor do parto "Pra que medo, fulano teve normal e tem toda coragem de ter outro"...Mas quem disse que tenho medo de parto?Sempre digo que a dor maior do mundo não é a do parto mas sim a dor de se perder um filho.Não importa se ele se foi ainda uma sementinha sem saber sexo,ou se foi de dias ou horas,a dor é a mesma.Tenho certeza que dor alguma se compara a essa.

    Já passei por essa data que vc está prestes a enfrentar,tentei não ficar pensando muito mas foi inevitável não pensar em alguns momentos o quanto seria diferente aquele dia...mas passou... Deus me fortaleceu e vai te fortalecer também,dentro de nós existe uma força que Deus nos dá que nem nós mesmas conhecemos...

    Um grande abraço,
    Fica com Deus

    ResponderExcluir
  6. Querida amiga,

    Não tenho palavras, me sinto exatamente como você... tenho a incerteza de como será.... mas Deus já está planejando esse nosso momento... creio que não abandonará!
    E sexta dia 13 tb foi niver do meu marido, como dói vê-los sofrer tanto não?! Não houve comemoração e nem eu tive forças para anima-lo... nem um poquinho.

    Enfim vamos q vamos... assim como vc disse: Um dia de cada vez!

    Fiquem com Deus!
    Bjus em vcs!
    Alicinha

    ResponderExcluir
  7. Linda, eu só posso desejar força e te dar um abraço apertado. É inevitável passar por essa data, e por todas as outras. Td bem sentir saudades hoje, amanhã e sempre :)

    Um beijo em vcs!

    ResponderExcluir
  8. É amiga...sei como é isso. beijos no coração e força.
    bjks minhas e do Miguel.
    Patricia

    ResponderExcluir
  9. Roberta preciso ser sincera com você, tudo o que você sente amiga, a Manuela sente também, se você ficar muito triste chorando pela Olivia a Manuela pode achar que não é querida e que não é bem vinda. Neste dia faça um dia diferente para a Olívia, não um dia de tristeza mas sim de alegria,tenho certeza que a Olivia não quer te ver triste. Você é tão abençoada por Deus, que a Olívia mandou a irmãzinha dela para você passar este dia feliz. A Olívia está na presença de Deus e tenho certeza de que está muito feliz, pois Deus é amor, o céu estará em festa, e ela estará na presença de muitos anjinhos festejando o seu dia.
    Fique com Deus Ele vai te ajudar a passar por mais este dia.
    Cecylia

    ResponderExcluir
  10. linda... peço á Deus que te dê muita força, pois somente ele poderá fortalece-la nesse momento de lembranças e de dor, dor da falta e da saudade.Deus é contigo Ro, a Manuela e o xuxu estam aí tmbm para te ajudar,Deus abençoe vcs.
    sinta-se abraça...
    ou melhor receba um abraço bem forte do Senhor Jesus. Beijoosss

    ResponderExcluir
  11. Roberta, imagino o quanto deva ser difícil. Hoje acordei com o coração apertadinho, mas não sabia com o que, até ler este post. Pedi a Deus para te dar força necessária para enfrentar essa situação. Nada se compara a dor de perder um filho, e essa dor que não diminui e se transforma em saudades tem dias que vem com intensidade. Sei que não será facil passar esses dias, mas eles vão passar e vc vai está segura em Deus, Ele lhe dará força e a sustentará em seus braços.
    Só posso dizer que estou orando por vc´s, e que estou aqui para o que precisar.
    Um forte abraço, de quem superteentende.
    Rafa

    ResponderExcluir
  12. Queria encontrar as palavras certas pra te confortar, de uma maneira alguma enviar-te um abraco apertado pra com ele te dizer que lamento muito por sua dor, que nao imagino pq nao vivi isso, mas que entendo porque tenho um bebe dentro de mim, e soh de senti-la ja me sinto no Paraiso.
    Amada, muitas lembrancas ainda virao, muita saudade ainda vira, mas pense que Manu vai te fazer muito feliz e voce vai ser feliz novamente, pode acreditar!

    Beijos enormes!

    ResponderExcluir

Bem vindo! Deixe um recadinho. Sua opinião é importante para mim e eu adoro quando você comenta! =)